quarta-feira, 27 de outubro de 2010

QUE LUXO! GANHEI O DIA…

 

Olha o recado que recebi da Amiga Cleide Anzil…

Cleide obrigado pelo recado um mega beijo

“Quem passa pela nossa vida

Passa sozinho, mas não vai sozinho,

Deixa um pouco de si, e leva um pouco de nós.”

clei

ALUNOS DA ESCOLA IR LUCINDA FACCHINI VISITAM A ALDEIA PARESI



A direção, coordenação, alunos e professores da Escola Estadual "Irmã Lucinda Facchini" visitou nesse sábado (23/10) a Aldeia Formoso- Povo Paresi, no município de Tangará da Serra- MT.
A visita faz parte da 2ª fase do Projeto pedagógico: 2ª Oficina de Gêneros Textuais: ERER (Educação dasRelações Etnicos Racial) e História de Mato Grosso, sob a coordenação das professoras Jacilda Siqueira Pinho e Ivolina Razza.
A professora Jacilda relata " essa aula de campo foi de suma importância, foi inovadora e diferente tanto para professores quanto para alunos. Fazendo a diferença no sentido de ser a primeira Escola do município de Diamantino a visitar essa Aldeia."
A Coordenadora Ione Salienta que " foi marcante essa experiência. Esta integração foi muito importante para nosso aprendizado. Sem contar com as belezas que presenciamos: as cachoeiras, rios e a perfeição das construções das ocas. Que aula maravilhosa tivemos. Pena que poucos puderam estar presentes."


ENVIADA POR EMAIL PELA PROF. JACILDA

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

CONCURSO MISS DIAMANTINO 2011


Estão abertas as inscrições para as candidatas que gostariam de participar do CONCURSO MISS DIAMANTINO 2010.


O evento será realizado no Ginásio de Esportes “DARCY CAPISTRANO”, no Bairro Buriti dia 29 de outubro com a animação da BANDA LOS ANGELES.

O evento terá apoio total da Prefeitura Municipal de Diamantino.

Maiores Informações com o Prof. Odemar Mendes no 9962 – 1610 ou 8443 0092, Ou com a Vice-prefeita Sandra Baierle no 9913-6285.

Estaremos fazendo a seleção no dia 18/10/2010, ás 18 horas no CENTRO DE EVENTOS....
CANDIDATAS interessadas INSCREVAM...

O evento promete.

sábado, 2 de outubro de 2010

Eleições 2010


:: Como Votar


Usando o teclado da urna, que é similar ao do telefone, digite o número do candidato de sua preferência.
Na tela, aparecerão a foto, o número, o nome e a sigla do partido do candidato.
Se as informações estiverem corretas, aperte a tecla verde CONFIRMA.
A cada voto confirmado, a urna emitirá um rápido sinal sonoro.
Após o registro do voto para presidente, a urna emitirá um sinal sonoro mais intenso e prolongado e aparecerá na tela a palavra FIM.

:: Como corrigir o voto
Se não aparecerem na tela todas as informações sobre o candidato escolhido, aperte a tecla laranja CORRIGE e repita o procedimento anterior.
:: Como votar no partido (voto de legenda)
Caso você queira votar na legenda, digite o número do partido, que corresponde aos dois primeiros algarismos do número do candidato e confirme o seu voto apertando a tecla verde CONFIRMA.
O voto na legenda só será possível em relação aos cargos de deputado federal e deputado estadual/distrital.

:: Como votar em branco
Para votar em branco, aperte a tecla BRANCO.
Confirme o seu voto apertando a tecla verde CONFIRMA.
Cuidado! Seu voto poderá ser nulo se você digitar um número de candidato ou de partido inexistentes e depois apertar a tecla verde CONFIRMA.


NOTA A IMPRENSA

enviado por email pelo vereador Edevaldo Alves Teixeira

Eu, Edevaldo Alves Teixeira, brasileiro, bacharel em Administração Pública, vereador na Cidade de Diamantino-MT, venho através desta, solicitar a ajuda da imprensa séria, a imprensa que cumpre os preceitos constitucionais, e preza pela Verdade e Imparcialidade.
O apresentador Márcio Mendes, do programa Comando Geral SBT – TV Diamante, cujo canal é da UNED (faculdade dos Mendes), armou uma emboscada, conhecida popularmente como “Cama de gato”. O referido apresentador está revoltado com meu trabalho de legislador, pois no interesse de zelar pelo dinheiro público descobri que o Sr Márcio Mendes recebia R$ 3.600,00 (três mil e seiscentos reais) de salário como assessor de imprensa daquela casa de leis, além de um contrato de publicidade e publicações com o Jornal do Sr Márcio de R$ 25.000,00 (vinte e cinco mil reais), mais aditivo que não foi informado o valor pela secretaria daquela casa de leis.
Afirmo ainda que o Sr Márcio Mendes era proprietário do Jornal/Site O Divisor e que se adequou passando a empresa para o nome de sua irmã Cristiane Mendes Cardoso. Através de apuração constatei que o Executivo também mantinha vínculo com as empresas de comunicação do Sr Márcio, que recebeu num período de quatro meses a quantia de R$ 54.000,00 (cinqüenta e quatro mil reais), comprovados pelos documentos em anexo.
Ocorre que no dia 27/09/2010, logo após a sessão ordinária da Câmara de Vereadores, por volta das 19h40m, quando em minha saída da Câmara Municipal fui atacado pelo apresentador e seus repórteres de forma truculenta. É sabido, por toda a sociedade diamantinense, que não concedo entrevista a esse meio de comunicação que sempre usa do recurso de edição para distorcer os fatos.
A matéria veiculada na imprensa foi editada para me prejudicar, mas o que mais intriga nos acontecimentos é que Marcio Mendes é um criminoso que mantém seus negócios a base de chantagem e corrupção com dinheiro público. Ele, para aparecer, tentou se fingir de vítima para projetar na mídia estadual sua armação, buscando com isso me enquadrar na quebra de decoro parlamentar.
Quero elogiar a repórter MÁRCIA PACHE, da TV Centro-Oeste, afiliada do SBT no Mato Grosso, que foi agredida pelo vereador LORIVALDO RODRIGUES DE MORAES, pois esta estava em um trabalho sério, onde apurava denúncias contra fraudes praticadas pelo vereador que a agrediu.
Quero também elogia a TV PISON, filial da TV RECORD, que faz um trabalho sério aqui em Diamantino, onde seu repórter EDENIR e o cinegrafista ELIAS estavam presentes e presenciaram todo o fato ocorrido.
Mas quero deixar bem claro que em Diamantino a coisa é terrível, eu sou o vereador que investiga e faz denúncias contra o Executivo quando existe irregularidades e justamente no papel de fiscalizar descobri que o apresentador Márcio Mendes estava sendo financiado pelo poder público, conforme documentos em anexo.
Marcio Mendes, apresentador da TV Diamante e proprietário do jornal “O Divisor”, jornal este que está em nome de laranja, ou seja, da sua irmã Cristiane Mendes, recebia os seguintes valores dos poderes públicos:

• Câmara Municipal de Diamantino contratou o referido como assessor de imprensa há quase quatro anos e não cumpria seu horário. Mesmo sendo assessor do legislativo, o Sr Marcio só criticava minha atuação e de alguns vereadores que não estão alinhados a seus financiadores e recebia da Câmara Municipal como funcionário o valor de R$ 3.600,00(três mil e seiscentos reais) por mês;

• A Câmara Municipal de Diamantino mantém contrato com o jornal O Divisor, de “propriedade” do Sr Márcio Mendes no valor de R$ 3.125,00(três mil cento e vinte e cinco reais) por mês;

• Quando Diane Alves foi prefeita de Alto Paraguai, Márcio Mendes recebia como assessor de comunicação social, R$1.105,00 (hum mil cento e cinco reais), sendo que o referido contrato é de cargo comissionado, tendo que ter dedicação exclusiva. Além do contrato com o jornal “O Divisor”, sendo também funcionário da Câmara de Diamantino, tendo acúmulo de cargo;

• Na gestão do então Prefeito JUVIANO LINCOLN, em apenas quatro meses, destinou à TV Diamante e Jornal O Divisor o valor de 54.000,00 (cinqüenta e quatro mil reais). Denúncia esta no Ministério Publico.

Segue em anexo documentos que comprovam o que afirmo, inclusive o crime de pistolagem praticado por Márcio Mendes.

Em razão da minha atuação como fiscalizador do povo, eu e minha família sofremos com críticas de cunho destrutivas por parte da IMPRENSA MARRON, e que me ameaçou de morte conforme o B.O. nº 1389/2010 do dia 24/08/2010
Todas as minhas denúncias foram feitas também no Ministério Público dia 31/08/2010.
Devido às minhas denúncias, Márcio Mendes foi obrigado a pedir Exoneração do cargo de assessor de imprensa da Câmara Municipal de Diamantino. A Prefeitura Cancelou o contrato com a TV Diamante e Jornal O Divisor, pois Erival Capistrano não atende a chantagens.
Este vereador está sendo perseguido por este tipo de imprensa, que só quer viver mamando nas tetas do Poder Publico e vive de forma mesquinha e inescrupulosa, querendo intimidar as pessoas desta cidade e região. Gostaria que o Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso viesse a Diamantino e região apurar a atuação do Sr Márcio Mendes, que se diz Jornalista e para saber a verdade sobre o episódio e a atuação desse cidadão desprezível, que usa seus meios de comunicação e o nome de jornalista para fazer chantagem a políticos e empresários da região (Nobres, Alto Paraguai, Rosário Oeste, São José do Rio Claro, Arenápolis e Denise etc.)
Agradeço a todos pelo apoio de solidariedade que recebemos via telefone, e-mail, nos comentários postados nos sites que divulgaram a matéria montada pelo Sr Márcio Mendes e nas ruas da cidade, onde o povo conhece a Verdade, conhecem a mim e ao Márcio Mendes.

Diamantino 01 de outubro de 2010

Grato,

Edevaldo Alves Teixeira “Jabuti”

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

E VIVA A DEMOCRACIA?

 E lá se foi mais um período de eleições (para alguns sim, para outros ainda tem castigo à frente). Isso rendeu até um trabalho acadêmico interessante, na qual eu e meu grupo apresentamos na ultima sexta-feira. Tivemos candidatos de todos os tipos e nomes: Oliveira da ambulância, Beto Feijoada, Nobru, Pingo de mel, Sapão… só nomes que sugerem nada mais nada menos que o descomprometimento total conosco, o eleitor brasileiro.
No trabalho acadêmico que apresentamos, inicialmente ficamos de investigar a proposta de um certo candidato em Curitiba. Aquele sabe, que engasgou feio no debate da Band. Lembro que fiquei algumas semanas correndo atrás dos contatos desse candidato mas a coisa foi impossível. Um candidato que não tem site, não tem comitê (se tinha, só Deus, em sua oniciência, sabe onde era), o partido é uma zona pois nem telefone divulgado dispõe. Enfim, ficamos algumas semanas gastando o tempo e a paciência que não temos. Então nos foi passado um outro candidato, na qual conseguimos muitas informações, cujo existia um comitê, um site e o mais importânte: ele tinha um projeto de campanha (nem isso o outro, aquele que esqueceu tudo no debate e que só sabia falar de poste e do tal cartão verde).
Concluimos nosso trabalho e outros foram apresentados durante as semanas que se seguiram e ao final de tudo, cheguei a conclusão:  ninguém leva a política a sério por pura falta de profissionalismo daqueles que se propõe à vida política/pública. Eu creio que muitos candidatos desse país pensam da seguinte maneira:  vou colocar um apelido em mim, um que seja bem chamativo, não importo que seja brega, vou criar o meu personagem político e que traga votos. Mas esse não é o maior dos males não. E nem o fato de que esses fulanos não sabem nem o que é plano de governo, pois se soubessem teriam um.



O maior dos males somos nós mesmos, o eleitor brasileiro, que votamos em muitos desses “profissionais” de nomes exdruxulos e que não apresentam nada x nada. No caso do nosso “amigo” candidato a prefeito de Curitiba, plano de governo era o tal cartão verde, que eu só consegui gravar o nome de tão significativo que era o projeto (imagine o QUÃO significativo era). Isso  me cheira a maracutáia povo, pois como podem lançar um canditato que não faz campanha, quando vai ao debate esqueçe o próprio “plano” de governo? Isso é maracutáia sim:  agregam a grana para campanha, não faz campanha e…e… adivinhem o que fazem com o agregado? É, isso mesmo.
Enfim, o que a maioria dos candidatos a prefeito de Curitiba tinha como “seu” plano de governo, era “nariz de um e fucinho de outro.” Parecia cópia descarada ou que eles haviam tramado em conjunto aqueles planos que pareciam mais planos do Cebolinha contra Mônica gorducha. Bem, acabou e o candidato que esperavamos que ganhasse, ganhou. Como eu voto na Região Metropolitana de Curitiba (PERIFERIA MANO), eu vi o meu candidato se reeleger e dar uma lição de moral na adversária que um dia foi a prefeita daqui (e que fez seu pé de meia com o meu dinheiro e com a grana dos outros 280 mil cabeças). Danou-se dona, danou-se. Vai catar coquinho e empilhar na subida. ( #PRONTOFALEI)
Bem gente, acabou e isso me alegra e eu espero que um dia o povo possa ter condições (e vontade) de conhecer realmente em que está votando, pois ele vai lidar com o seu dinheiro pelos 4 anos sequentes. Ladrões amparados pelas leis é o que não falta.

Abraço
 Autor -Erunno