quarta-feira, 1 de junho de 2011

Policia Judiciária Civil prende vereadores da cidade de Alto Paraguai



Policia Judiciária Civil prende vereadores da cidade de Alto Paraguai.


A operação " Alcaide" foi desencadeada pela Policia Judiciária Civil da Delegacia Fazendária de Cuiabá. Participaram da operação 12 policiais civis e dois delegados. Comandaram o operação os Delegados, Drª Alana Derlene Sousa Cardoso e o Dr. Lindomar Aparecido Tófoli e começou por volta das 5 horas da manhã. O Delegado Civil, Wilson Leite, da Regional de Diamantino, também deu apoio à operação "Alcaide".
De casa em casa os mandados de busca e prisão expedidos pelo Juíz, Dr. Luiz Fernando Voto Kirche foram cumpridos. No final de março começaram as investigações após denúncia de que os vereadores de Alto Paraguai, estariam cobrado propina para aprovarem os projetos de lei e até manterem o prefeito no cargo.
Escutas telefônicas e gravações de vídeo confirmam as denúncias. Os vereadores: Jason Alves de Souza, Gilbert de Lima, Milton Campos, Aluízio Carvalho, Valdeci Chagas e o ex-prefeito de Alto Paraguai,Alcenor Alves, que já foi preso na Operação Asafe.
Mais duas pessoas ainda não foram localizadas pela policia. Provavelmente mais um vereador ainda deverá ser detido, que faz parte do esquema. A Delegada Alana Cardoso disse que eles cometeram provável crime contra a ordem pública, provável desvio de recursos públicos da Câmara de Alto Paraguai e o chamado "mensalinho", que eles estariam cobrando do prefeito Adair José Alves Moreira.
A prisão dos envolvidos deverá durar cinco dias. Agora eles serão ouvidos pela polícia, que começa a montar o inquérito policial. O vereador Jason de Souza disse que ele e os demais vereadores não sabem o motivo das suas prisões. Vários documentos e computadores da câmara de Alto Paraguai foram recolhidos pelos policiais.



fonte - http://www.tvpisom.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MANDE O SEU COMENTÁRIO!

O BLOG DO PROFESSOR ODEMAR MENDES não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. Se você se sentir ofendido pelo conteúdo de algum comentário dirigido a sua pessoa, entre em contato conosco pelo e-mail odemarmendes@hotmail.com