sexta-feira, 22 de julho de 2011

O GRITO DO SILÊNCIO


Que dizem as palavras?...

Nada...

Diante de profundos

Sentimentos

E de arroubos

De deslumbramento,

A palavra se cala.

Silêncios de espera,

Povoados de sonhos...

Silêncios de tortura

E de loucura.

Silêncios de esperanças,

Silêncios de solidão,

Silêncios de perdão...

Os olhos em brasa,

O coração aos pulos,

Tudo fala

De um amor sem cura...

Um silêncio de fraturas

Da alma,

Que ficou em estilhaços

Pelo silente caminho...

Silêncios de inverno,

Gritando pela primavera.

Esperança sincera,

Dentro da tarde mansa.

Que, em silêncio,

Espera o anoitecer,

quando tudo poderá

acontecer...

Maria Luiza Silveira Teles




Nenhum comentário:

Postar um comentário

MANDE O SEU COMENTÁRIO!

O BLOG DO PROFESSOR ODEMAR MENDES não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. Se você se sentir ofendido pelo conteúdo de algum comentário dirigido a sua pessoa, entre em contato conosco pelo e-mail odemarmendes@hotmail.com