quarta-feira, 29 de agosto de 2012

A MELHOR SAÍDA É...



ESTE É O REMÉDIO PARA OS POLÍTICOS

O PISO É LEI, LÁ....AQUI NÃO É......

SEFOL DA FID

O POVO É O PODER.


Os péssimos políticos costumam agir somente em ano eleitoral, passam três anos só... Ai quando é ano de eleição eles começam as obras de campanha é asfalto de péssima qualidade nas ruas, visitam os eleitores de casa em casa, Mas ainda bem que nosso povo já é bem esclarecido e sabem os sintomas dos maus políticos, “portanto nós devemos ficar atentos e de olho bem abertos, pois sabemos que às vezes ou sempre somos esquecidos pelas administrações, faltam médicos, ambulâncias, medicamentos, as ruas estão intrafegáveis, à noite sem iluminação pública, as ruas das cidades estão escuras os salários dos funcionários públicos, sempre daquele jeito, a nossa cultura, estão estagnada, as ruas estão esburacadas, não existe um projeto de incentivo ao Esporte, os professores são mal remunerados.


Agora o povo é o poder lembrem-se disso.

Fiquem atentos se na sua cidade o seu prefeito não fez nada nos anos anteriores e só agora em ano de eleição ele resolve mostrar serviço, pois esta é sua oportunidade de mudar a realidade da sua cidade.


AGENDA DOS CANDIDATOS



08:00 - Visita a Eleitores nas Casas
14:00 - Visita a Eleitores nas Casas
19:30 - Movimento Feminino DARCY 12 - Cohab SERRA AZUL


OBS- OS CANDIDATOS AMARILDO CONSTARD, JUVIANO LINCOLN E MILTON CRIVELETTO NÃO ENVIARAM AS SUAS AGENDAS.

ACORDA CIDADÃO.

REFLEXÃO.

BOM DIA CIDADE.

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Até onde Juviano Lincoln pode chegar?



Olhando a punibilidade de muitos candidatos pela Justiça Eleitoral, pode-se dizer que Juviano Lincoln está com tudo.
Ele perdeu as eleições em Diamantino, mas ficou com o mandato de Erival Capistrano. No decorrer do andamento do processo ficou no cargo, enquanto o prefeito eleito tinha que recorrer fora da função; numa típica inversão da ordem jurídica.
Como Adair José, prefeito de Alto Paraguai afastado do cargo pela Justiça Eleitoral, por causa da rejeição das contas de campanha, o prefeito Juviano Lincoln também teve as contas de campanha rejeitas pela juíza Helícia Vitti Lourenço e se safou da punição.
Novamente ele se safou e desta vez com os votos favoráveis de 7 dos 9 vereadores que ignoraram o parecer do Tribunal de Contas e aprovaram as contas de governo do prefeito Juviano Lincoln e o livrou do rigor da Lei da Ficha Limpa.
Na campanha à reeleição, Juviano Lincoln pode até dizer que é pós-graduado em Gerente de Cidade, possui mais capacidade para administrar e tem a melhor proposta de política pública para o Município, para o futuro; como promessa.
Porém, sua defesa própria será avaliada no dia 7 de outubro, em julgamento feito pelo povo. Nesse 'tribunal' não terá a figura do magistrado nem do edil. O argumento pertencerá somente ao povo, junto com a sua vontade.
O veredito vai mostrar se Juviano Lincoln pode tudo, mesmo.

Benedito Cruz de Almeida
Agência Agora

AGENDA DOS CANDIDATOS




  • 08:00 - Visita a Eleitores
  • 14:00 - Visita a Eleitores
  • 19:30 - Reunião no Bairro Buriti


OBS - OS CANDIDATOS AMARILDO CONSTARD, JUVIANO LINCOLN E MILTON CRIVELETTO NÃO ENVIARAM AS SUAS AGENDAS.

ACORDA CIDADÃO.

REFLEXÃO

BOM DIA CIDADE.

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

AINDA TEM MUITA GENTE QUE PENSA ASSIM.



Passando hoje pela manhã domingo nas ruas de nossa querida Diamantino observei uma escola com seu ar condicionado e me dei conta da propaganda feita sobre esse assunto e o terrível engano que cometem nossos dirigentes ao achar que essa é solução miraculosa para a melhoria do nosso ensino. Ajuda? Com certeza. Mas o buraco é mais embaixo. Existem outros fatores mais importantes que um simples ar condicionado. Uma remuneração adequada e justa. Coisa que parece que não passa pela cabeça de muitos dirigentes deste país. Outro fator absolutamente importante é a formação dos profissionais da Educação. E quando falo em formação, não falo somente na formação dada pelos governos, seja ele municipal estadual e federal. Nós devemos saber que a formação é uma tarefa nossa. Não devemos absolutamente esperar com a boca escancarada cheia de dentes a morte chegar como já falava Raul Seixas. Devemos lutar por essa formação. Não se concebe mais atualmente profissional de educação que não tenham a mínima formação na área de informática. Não se concebe hoje profissional de educação que não leia. Aquela velha história que um professor de Matemática, de Física, de Química ou de outra disciplina na área das exatas não precisa ler.
É um terrível engano. Existe o ler matemático, físico, o biológico e todos os outros. Um profissional que não lê é um meio profissional. Outro engano que acontece está em profissionais da Educação na área de humanas como História, Geografia que dizem não gostar de política. Que me desculpem esses profissionais, mas estão na profissão errada. Como um professor de História irá explicar, por exemplo, a separação da antiga União Soviética? E o de Geografia? Como esses profissionais irão explicar a revolução de 64 no Brasil.
Quando falo em gostar de política não estou falando da política partidária. Pela manhã quando cumprimentamos nossos vizinhos estamos fazendo política, a política da boa vizinhança.
Não estou aqui querendo ensinar ninguém, apenas tento ajudar a minha categoria. Não adianta culparmos os governos, quando é nossa obrigação à questão a formação. Precisamos ter consciência de que sem formação não chegaremos a lugar nenhum. Como podermos cobrar (não gosto muito dessa palavra) estudo dos nossos alunos se na hora de estudarmos temos todas as desculpas do mundo para não fazer isso. É a igreja, ó futebol, a roupa para lavar, é a festa, enfim tudo menos...
Sei que estou lidando em um terreno difícil. Muitos não gostam do que falei. Mas essa é minha opinião e tenho todo o direito de externá-la. Estamos em uma democracia. E o blog está absolutamente aberto a quem quiser enviar mensagens discordando do que escrevo. Inclusive se não quiserem se identificar. Isso é política para quem não gosta e para quem gosta.
Política denomina arte ou ciência da organização, direção e administração de nações ou Estados; aplicação desta ciência aos assuntos internos da nação (política interna) ou aos assuntos externos () política externa Nos regimes democráticos, a ciência política é a atividade dos cidadãos que se ocupam dos assuntos públicos com seu voto ou com sua militância.
A palavra tem origem nos tempos em que os gregos estavam organizados em cidades-estado chamadas "polis", nome do qual se derivaram palavras como "politiké" (política em geral) e "politikós" (dos cidadãos, pertencente aos cidadãos), que estenderam-se ao latim "politicus" e chegaram às línguas europeias modernas através do francês "politique" que, em 1265 já era definida nesse idioma como "ciência do governo dos Estados"
O termo política é derivado do grego antigo πολιτεία (politeía), que indicava todos os procedimentos relativos à pólis, ou cidade-Estado. Por extensão, poderia significar tanto cidade-Estado quanto sociedade, comunidade, coletividade e outras definições referentes à vida urbana.

Você sabia que quem não se interessa por política, acaba sendo governado por aqueles que se interessam? É isso mesmo. As decisões do governo de um país dizem respeito diretamente a todos aqueles que vivem ali. Delas dependem, por exemplo, o preço das coisas, a qualidade das escolas, dos hospitais e dos medicamentos, e até a possibilidade de acessar livremente a internet
Levando em consideração o fato de a política interferir na vida de todos nós, é fácil concluir que não é conveniente para ninguém ser completamente ignorante em matéria de política. Para compreender bem a questão, entretanto, é necessário recorrer aos estudos históricos, pois as atividades políticas são tão antigas quanto à própria humanidade. (texto de autoria de Antonio Carlos Olivieri retirado da UOL).

 
PROFº FUMAÇA GENRO PROGRAMA MÚSICA PURA TODOS OS SÁBADOS DAS 17h00min ÀS 19h00min NARA RÁDIO PARECIS 690 AM.

AGENDA DOS CANDIDATOS




  • 08:00 - Visita a Eleitores
  • 14:00 - Visita a Eleitores
  • 20:00 - Reunião no Comitê com os Candidatos a Vereadores.
OBS - OS CANDIDATOS AMARILDO CONSTARD, JUVIANO LINCOLN E MILTON CRIVELETTO NÃO ENVIARAM AS SUAS RESPECTIVAS AGENDAS.

ACORDA CIDADÃO.

REFLEXÃO

BOM DIA CIDADE.

domingo, 26 de agosto de 2012

MINISTÉRIO DA CULTURA FAZ CAMPANHA PELA LEITURA.



O Ministério da Cultura (MinC) está com uma campanha cujo lema é “Leia Mais, Seja Mais”, que já está sendo veiculada na TV. Você, talvez, já deve ter visto. Segundo o próprio ministério, “O objetivo é fomentar e valorizar os hábitos de leitura, além de incentivar o uso das bibliotecas públicas em todo o país.”
O detalhe é que essa campanha é somente nesse mês de agosto, mas seja como for já é muito louvável qualquer iniciativa de incentivo à leitura no Brasil, que, apesar dos avanços, tem um déficit a superar.
A campanha faz parte de um conjunto de quarenta ações do Plano Nacional do Livro e da Leitura (PNLL) previstas para 2012, como exposto no site do MinC. Para acessar o vídeo, clique aqui.
E nos municípios, por inciativa própria, como são as coisas? Difíceis, se costatamos que somos ainda uma sociedade onde livros e bibliotecas são considerados supérfluos. E todos nós concordamos em que ler é bom e útil, mas nem sempre damos o exemplo.
Porém, temos que incentivar nossos alunos a viajarem no mundo da leitura, e aumentar o número de visitas na BIBLIOTECA MONTEIRO LOBATO, a única Pública da Cidade. A cidade necessita urgentemente que sejam construídas mais Bibliotecas, pois pensemos, uma cidade de quase 300 anos tem apenas uma....
A mim isso significa que, desde que seja oferecido ao povo bibliotecas com melhor estrutura e haja mais incentivo, muitas pessoas se sentirão motivadas e atrairão outras, pois quem lê acaba por consversar sobre o assunto. Quem sabe teremos ainda uma biblioteca em cada bairro, nas escolas municipais e nas localidades rurais em Diamantino. Quem sabe?

FONTE- O ARAIBU

A INTERNET SEMPRE AJUDA? OU PODE, ÀS VEZES, ATRAPALHAR?



A internet representa uma das maiores inovações da/na vida humana no planeta. Mas, também é verdade que a mesma tem um lado negativo, pois desvia a atenção das pessoas, rouba-lhes tempo, deconcentra crianças e adolescentes, distrai quem lhe acessa. Até porque tem um caráter de distração, de lazer que é, por sua natureza, ágil, veloz, sintético, atraente.
O tempo que uma pessoa antes dedicava a alguma atividade livre está direcionado hoje para a internet, onde é supostamente possível realizar tudo, de conseguir amigos e namorada(o) a promover campanhas a favor ou contra qualquer coisa.
Para mim e para pessoas da minha idade ou mais, a rua e os demais espaços urbanos (na verdade, espaços não caseiros, até rurais mesmo e não simplesmente urbanos) foram o nosso cotidiano e fontes ricas de vivências importantíssimas, pois eram reais, simples, naturais o tanto que podiam, prontos para a nossa criatividade. Nem a televisão conseguia nos roubar tanto tempo, pois as nossas brincadeiras eram até mais divertidas porque divertido era ter amigos reais e situações reais, despertando cada sensação e cada curiosidade.
Éramos crianças (meninos e meninas) numa cultura onde o mundo adulto ficava longe em termos de tempo, o que dava para nós uma infância e uma adolescência mais longas e mais livres dos condicionamentos da burocrática vida adulta.
Hoje, para nós mais velhos a internet é apenas um recurso e não a vida, ela mesma. Para as gerações mais novas, a internet é muitas vezes o recurso máximo de sociabilidade, pois “lá fora” tem trânsito ruim, gente louca, droga, crime de todo tipo e isso não deixa de ser verdade. As crianças e os adolescentes de hoje estão, em muitas situações, alijados de uma sociabilidade mais liberta, pois hoje a máquina urbana tem um formato em que o ser humano é mais seu escravo, mesmo que isso seja num interior como esse nosso município.
Nessa nova rotina, o tempo é ouro e os escravos os produtores de mais riqueza para o monstro central: os negócios da cidade. A internet está circunscrita nesse contexto. Ela é cria e criadora desse mundo, embora tenha o seu lado muito positivo, lúdico, etc.
E, para fecharmos sobre um tema só, até que ponto a internet ajuda ou dificulta a criação de leitores? Em primeiro lugar, a internet, como investimento na palavra (ler e digitar), representa uma força dinamizadora e estimuladora do hábito da leitura. Mas ela mesma também representa o nascimento de um tipo de leitor que toma gosto por assuntos picotados, fragmentados, superficiais, excessivamente “jornalísticos”, “casuais”, “frívolos”, sem o aprofundamento e a densidade que os livros dão. Como democrático espaço de encontro, de troca, de criatividade, ela é positiva. Mas essa positividade se transforma em seu contrário para os que lhe tomam como substituto dos livros tanto quanto de outras atividades. E por mais que o mundo tenha se transformado, nós, sob pena de sérios danos, não podemos suprimir os livros do nosso cotidiano.
A leitura de livros, jornais impressos, revistas e outras fontes é essencial até para colocarmos nosso pensamentos e o nosso sentimento num ritmo de mais demora, uma demora que o corpo precisa, que a cabeça precisa para se sentir bem e produzir melhor.

Porém, ninguém tome esse meu relato por um discurso contra a internet, ainda mais que a estou utilizando. Entenda-se aqui que desejo enfatizar o que pra mim é uma verdade: não podemos ser escravos da World Wide Web em detrimento de outras vivências, especialmente as que são praticadas com o uso mais amplo do corpo.
Meu alerta é no sentido de termos urgentemente uma educação mais humanizadora sobre o impacto dessas novas tecnologias, dos positivos aos negativos. Se não soubermos dosar as necessidades e os usos, poderemos estar criando uma nova e refinada forma de prisão e de alienação.


FONTE - O ARAIBU

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

NA FALTA DE PROPOSTAS REAIS PARA A SOLUÇÃO DOS PROBLEMAS DO MUNICÍPIO, RESTA A CERTOS CANDIDATOS FAZER BARULHO.



Quanto tempo um político e seu partido têm para criar soluções para os problemas do município? Em tese, todo o tempo, pois a função deles é essa. Em tese! E é assim que cada político e cada partido se comportam, ao menos compõem a cena que melhor possa ser apresentada ao eleitor no período da campanha. E todos agem assim?
Não! Mesmo dispondo de recursos e pessoas, além de tempo e, em tese, tendo firmado o compromisso de resolver os problemas do município ― o que se deve buscar mesmo sem um mandato, ressalte-se! ―, parte dos políticos chega ao período de campanha com uma “proposta” que é um pouco estranha, para dizer o mínimo: fazer barulho!
Na ausência de idéias, pois pensar é trabalhar (fazer esforço), parte dos candidatos investe em todo tipo de barulho, de alarde, de agitação sonora para abafar o vazio e a ausência de propostas, pois estas, se existem, parecem ser mera formalidade que um assessor põe dentro de um documento para o cumprimento das normas da justiça.
Procure lembrar, eleitor(a) diamantinense (a), dos barulhos de 2004 e de 2008 e, com calma, veja se eles resolveram os problemas que temos. Resolveram? Você aí acha que fazer barulho é solução pra alguma coisa? Você aí acha que barulho substitui uma plataforma política bem assentada, um plano de governo bem estruturado e o saudável diálogo que o pretendente a líder precisa ter com o povo?
Se um candidato e seu partido desejam mesmo respeitar a população, devem começar por respeitar-lhe a paz, o sossego, o direito ao silêncio que hoje só é possível no lar ou no meio do mato, ou no fundo do mar, ou no espaço sideral.
A população, que sofre com todo tipo de opressão e violência dessa atualidade e paga os salários dos senhores políticos, ainda tem de agüentar por horas, numa caravana dos infernos, uma turba voraz de seres barulhentos que, patrocinados em litros de gasolina por políticos sem proposta, segue o mau exemplo e bota pra quebrar como se fosse a comemoração do fim de uma guerra ou de uma Copa do Mundo. Na falta de propostas, o jeito é fazer barulho.
Mas eu quero aqui convidar o cidadão e a cidadã a um pensamento simples: a hora da urna é silenciosa! E é a hora em que vocês vão efetivamente dar a resposta correta a quem faz barulho e não tem proposta. ”Ali, só você e a urna, não tem erro: você é livre para escolher a competência, o novo, a capacidade, a transformação. Pense nisso!”.
Com o devido respeito às liberdades democráticas, quero lembrar a todos que essas ditas liberdades precisam respeitar sobretudo a inteligência popular. E inteligência combina com diálogo, com a troca de idéias, com a apresentação racional, objetiva e sensível de propostas adequadas ao município. E nós, o povo, temos o pleno direito de querer uma vida melhor e em paz, longe do barulho sem sentido dos que há anos nada mais tem a oferecer que não isso mesmo: barulho!


FONTE - O ARAIBU

AGENDA DOS CANDIDATOS.



  • 08:00 -  Visitas a bairros
  • 14:00 - Visitas a bairros
  • 19:00 -  Encontros com famílias


  • 08:00 -Visita nos Bairros
  • 1400 - Visita nos Bairros

OBS - O candidatos JUVIANO LINCOLN e MILTON CRIVELETO não enviaram as suas Agendas.

ACORDA CIDADÃO.

REFLEXÃO.

BOM DIA CIDADE.

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Candidato Darcy Capistrano assumiu compromisso corajoso com profissionais da educação




O candidato da Coligação Diamantino para Todos, Darcy Capistrano num ato corajoso assumiu compromisso de honra com os profissionais da Educação, dentro da sua proposta de governo: delegou à classe, a indicação de nome, para a Pasta. A lista vai para a apreciação do prefeito, que nomeia o seu indicado, para o cargo.
O candidato relembrou o então prefeito Batistinha, que nomeou a professora Rosa Neide Sandes de Almeida, por indicação da categoria.
A secretaria de Educação é dona do maior orçamento do Município. Para 2013 está estimado o orçamento no valor de quase 14 milhões de reais, no exercício.
O candidato Darcy Capistrano assumiu também o compromisso de pagar o piso nacional aos professores.
A reivindicação da categoria vem desde que foi regulamentado a lei que estende o benefício em todo país. Em Diamantino os professores da rede municipal de ensino não recebem a remuneração básica.
Outras propostas do candidato Darcy Capistrano para a educação são: implantação dos cursos da Unemat, ampliação da oferta de cursos, na modalidade à distância, nas áreas de graduação e tecnólogo da UAB, em parceria com a UFMT e IFEMT e também a Escola Técnica Estadual de Diamantino, que oferece cursos de qualificação para jovens e adultos.



Benedito Cruz de Almeida
Agência Agora

http://portalagoradtno.blogspot.com.br/

AGENDA DOS CANDIDATOS





  • 08:00 - Visita a Eleitores nos Bairros.
  • 14:00 - Visita a eleitores nos Bairros.

Obs - Os candidatos AMARILDO, LINCOLN e MILTINHO não enviaram a sua Agenda.