quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

PALHAÇO.


Depois de nos enganarem com promessas mentirosas, só nos resta agora montarmos um CIRCO, a nossa fantasia seria O PALHAÇO.

DESRESPEITO



Hoje no periodo da manhã era nítido o descontentamento dos Profissionais da Educação desta cidade. O descumprimento do acordo firmado entre o prefeito e diretores e entre o Sintep, trouxe um clima de revolta entre os educadores.
Muitos nos ligaram e pediram que amanhã na reunião da diretoria do Sintep saia uma proposta de indicativo de GREVE.
As falas são unãnimes.
___Chega! Chega!
___Vamos dar um basta nisso!

PREFEITO NÃO CUMPRE ACORDO FEITO COM DIRETORES E NEM COM SINTEP.




O prefeito Juviano Lincoln, não cumpriu o acordo feito em dezembro, com os diretores e coordenadores da Rede municipal de Ensino e nem com o SINTEP/SUBSEDE DE DIAMANTINO.
Hoje a classe dos Profissionais da Educação foi ao Banco e deparam com o mesmo pagamento do mês de dezembro, ou seja, não tinha 11% e muito menos 1/3 de férias. As escolas não receberam até o momento o repasse mensal que também fora prometido pelo prefeito, que a partir deste ano seria mensal (em 12 parcelas, uma para cada mês), nos anos anteriores foram 10 parcelas.
A maioria está com as contas atrasadas e telefone cortados.
Um fato que intriga os Profissionais da Educação, e o fato de algumas Escolas até o momento não receberem cuidados em sua estrutura física, um caso é da Escola Municipal Elza Martins Queiroz de Oliveira. Em 20 de setembro a Escola, enviou um oficio 042/2012, solicitando providencias quanto ao seu telhado, que chove em demasia no período de chuva.
Hoje 31 de janeiro de 2013, o telhado continua do mesmo jeito, os forros já estão deformados.
Entramos em contato com a SMEC, um funcionário nos deu a seguinte resposta, que:
____O reajuste virá no mês de fevereiro, e quanto 1/3 de férias, o profissional da Educação irá receber somente na data de aniversário do Termo de Posse.
Com a palavra o SINTEP, que fará uma reunião amanhã com toda a sua diretoria no Cefapro.
Ou será que vão esperar acontecer mais alguma coisa?


REFLEXÃO.


BOM DIA CIDADE.


quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Verdadeira 'Irmã Zuleide' estaria sofrendo bullying, diz polícia

 
 

Delegada responsável pelo caso confirma que investigação continua.
Dono do perfil 'Irmã Zuleide' foi detido enquanto discotecava em Santos.



A dona da imagem que inspirou a criação do perfil 'Irmã Zuleide', fenômeno nas redes sociais com mais de 2,1 milhões de seguidores, estaria, segundo a polícia, sofrendo bullying e passando por tratamento psiquiátrico. Álvaro Oliveira Rodrigues, de 30 anos, conhecido nas redes sociais como 'Irmã Zuleide', foi preso enquanto discotecava em uma boate em Santos, no litoral de São Paulo. Segundo a polícia, uma professora de Campinas, que teve sua foto veiculada em perfis na Internet, foi a responsável pela denúncia que obrigou o DJ a prestar esclarecimentos. Ele responderá por constrangimento, injúria e difamação.

A delegada do 1º DP de Santos, Edna Pacheco Fernandez Garcia. é responsável pela detenção do DJ, que foi liberado depois de assinar um termo circunstanciado. De acordo com Edna, a professora de Campinas , que teve a foto divulgada no perfil, está sofrendo consequências desde a criação da página. “Ela não podia fazer mais nada na cidade onde mora, e ela é professora da educação infantil. Isso estava prejudicando ela no serviço”, explica a delegada.

Ainda segundo informações de Edna, o ‘Irmã Zuleide’ começou com uma conta no Twitter que descrevia, na visão do DJ, o dia a dia de um evangélico.  A professora de Campinas leciona para crianças, e depois da divulgação sem permissão de sua fotografia ela estava sofrendo com problemas psiquiátricos e psicológicos. “Ela é evangélica, e o colégio onde ela trabalha também é evangélico”, diz a delegada.

A professora vai retonar para a cidade para prestar novos depoimentos, mas a delegada ainda não tem uma data definida para o retorno da vítima. “Na realidade, por conta desses tratamentos psiquiátricos dela, o advogado ficou de voltar entre essa semana e a semana que vem”, conta Edna.


 O caso

A página "Irmã Zuleide" no Facebook, que utiliza um tom cômico para tratar assuntos do cotidiano, ganhou destaque há quase dois anos, e já acumula mais de 2 milhões de seguidores. A polícia começou a investigar o DJ porque a foto utilizada no perfil é, na verdade, de uma professora de Campinas – que afirma ter sofrido transtornos com a exposição e acionou a polícia para remover o conteúdo da internet.

Quando informada que o dono da página faria um show em uma casa noturna do Centro de Santos, a professora seguiu, com seu advogado, para a Baixada Santista e procurou o 1º Distrito Policial da Cidade. Segundo a polícia, Rodrigues não estava caracterizado como "Irmã Zuleide" quando identificado pelos policiais, mas foi encontrado e detido.

O DJ, que é natural do Rio Grande do Norte, admitiu ser o autor do personagem. Em depoimento, disse que a intenção da página era satirizar uma igreja evangélica, e que a foto da professora foi achada em uma pesquisa aleatória feita por um buscador.


www.globo.com

REFLEXÃO.


BOM DIA DIAMANTINO.


terça-feira, 29 de janeiro de 2013

É UMA VERGONHA



Fazendo os cálculos da diferença entre o PISO NACIONAL, e o salário que são pagas a nós Profissioais da Educação, chegamos a exatos 39,30% de diferença salarial entre o PISO NACIONAL  e o PISO DE DIAMANTINO.

TEM REUNIÃO SEXTA-FEIRA PARA DIRETORIA DO SINTEP.


ACABARAM NOSSAS FÉRIAS


Desde de ontem estamos na ativa na EM ELZA MARTINS QUEIROZ OLIVEIRA, nossas férias acabaram e estamos organizando a Escola para receber os professores na segunda-feira e os alunos no dia 07 de fevereiro, quando se inicia o ano letivo de 2013.

TEM GRITO DE CARNAVAL EM ROSÁRIO OESTE


PARABÉNS.


Gostaria de parabenizar o Promoter André Macedo, da Macedo Produções, pelo belíssimo evento organizado na TRIBO LONG BAR, o evento estive super lotado de gente bonita, que curtiram momentos de lazer, raro nesta cidade.
Mesmo que com torcida contra de muita gente, pois a priori o evento era pra acontecer no dia 01/02, o evento foi remarcado para o dia 26/01 e foi sucesso.

Fotos - Lucélia Vanni

REFLEXÃO


BOM DIA CIDADE.


segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

O MAIOR PROBLEMA, NÃO É ALVARÁS ATRASADOS! MAS ALVARÁS DE FUNCIONAMENTO!


A mais grave questão dessa " CÂMARA DE GAZ " enfeitada como boate, não é a questão de algum alvará atrasado!
É ELA TER CONSEGUIDO ALVARÁ DE FUNCIONAMENTO!!!
Como pode um espaço público, COM CAPACIDADE PARA MAIS DE MIL PESSOAS, POSSUIR APENAS UMA PORTA DE ENTRADA E SAÍDA????
SEM NENHUMA PORTA DE EMERGÊNCIA!!!
Deveria ir para CADEIA quem DEU LEGALIDADE PRIMEIRA PARA O FUNCIONAMENTO DESSE ALÇAPÃO COMERCIAL!!!
Não precisamos ser peritos em segurança, para perceber de cara esse absurdo!!!
JAMAIS seria para essa boate ter recebido ALVARÁ DE FUNCIONAMENTO!!!
QUE LEIS NÓS TEMOS NESSE BRASIL????
Quem em sã consciência DEU PERMISSÃO PARA ESSE IMBECIL PROPRIETÁRIO utilizar um espaço FECHADO, sem segurança alguma, para jovens se divertirem???
QUE PAÍS É ESSE???
REVOLTA E AÇÃO BRASIL!!!


( Raquel Santana )

As reações contra a charge de Chico Caruso




AUMENTO SALARIAL: Aulas estão ameaçadas

Mauro Mendes propõe reajuste em 3 parcelas e professores acusam quebra de acordo


 Foto Bergamasco/MidiaNews
Professores da rede pública de ensino de Cuiabá ameaçam entrar em greve antes do início do período letivo caso o reajuste de 5,8% não seja concedido pela Prefeitura Municipal aos profissionais.

Bruna Pinheiro da 
Redação/A Gazeta
Professores da rede pública de ensino de Cuiabá ameaçam entrar em greve antes do início do período letivo caso o reajuste de 5,8% não seja concedido pela Prefeitura Municipal aos profissionais. Segundo a categoria, um acordo firmado entre os trabalhadores e o prefeito Mauro Mendes (PSB), quando ainda era candidato ao cargo no final de ano passado, não está sendo cumprido.

De acordo com o secretá-rio de formação do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público Municipal (Sintep/Cuiabá), Gilson Romeu, durante a campa-nha para prefeitura de Cuiabá, representantes da categoria estiveram reunidos com os candidatos Lúdio Cabral (PT) e Mauro Mendes (PSB) para apresentar a proposta do reajuste salarial de 5,8%. Na ocasião, os 2 candidatos assinaram um termo de com-promisso de que o reajuste seria concedido já no primeiro ano de mandato, no mês de janeiro.
 “Ambos deram a palavra de que o aumento salarial para os professores da rede pública era uma certeza. Porém, o prefeito eleito já disse que não há dinheiro em caixa disponível para conceder o reajuste”. 
Gilson não descarta a possibilidade de greve. Segundo ele, a decisão será tomada na próxima assembleia geral do Sintep, marcada para o dia 8 de fevereiro, no colégio Liceu Cuiabano, em Cuiabá. Nela, será levada à discussão a proposta da Prefeitura Municipal de fazer o pagamento do reajuste de forma parcelada. “Tentamos dialogar com a Prefeitura para que o reajuste definido seja repassado em parcela única, como foi firmado com os candidatos no ano passado. Caso a posição deles seja a de não cumprir isso, é possível que a greve seja aprovada pela categoria”.
Outro lado
Em no-ta, a Prefeitura Municipal de Cuiabá informou que o reajuste de 5,8% será concedido aos professores da rede pública em 3 parcelas. A sugestão é de que o aumento seja incluso em 2% nos meses de janeiro e 2% em fevereiro e 1,8% em maio, totalizan-do o índice reivindicado pela categoria. A proposta será encaminhada para aprovação da Câmara Municipal de Cuiabá. Mauro Mendes propõe reajuste em 3 parcelas e professores acusam quebra de acordo Otmar de Oliveira Otmar de Oliveira Vários vidros das janelas estão quebrados e goteiras existem em praticamente todas salas de aula Obra pela metade prejudica aulas 

Fonte A Gazeta
Saiba mais:
Sintep pressiona, Mauro reajusta salário, mas ameaça de greve continua no debate 

Prefeito propõe aumento de 5,8% de ganho salarial dos servidores, mas categoria não fica satisfeita e anuncia possibilidade de greve logo no início do ano letivo


 KARINE MIRANDA/ Hiper Notícias

Depois de pressões por parte dos servidores da educação, o prefeito Mauro Mendes (PSB) anuncia concessão do reajuste salarial aos profissionais ligados à pasta. O aumento será de 5,8% de ganho real. No entanto, a categoria permanece com sinalização de greve para o início do ano letivo.

O acréscimo estava previsto no Termo de Compromisso firmado na época da campanha eleitoral entre Mauro e o candidato no segundo turno, Lúdio Cabral (PT). Mas desde que Mendes assumiu a prefeitura, não havia sinalização da implantação do termo.

Com a possibilidade do reajuste não ser realizado, os servidores da educação se anteciparam e ameaçaram começo de greve logo no mês de fevereiro. Mas diante do cenário, o secretário municipal de Educação, Gilberto Gomes de Figueiredo, assegurou que o aumento acontecerá para os 4,7 mil servidores e será feito de forma progressiva.
Em fevereiro, o salário referente a janeiro será reajustado em 2%. Já no mês seguinte, será concedido mais 2% e, em maio, o aumento será de mais 1,8%. Atualmente um professor com magistério recebe, em média, R$1,02 mil e um professor com curso superior ganha R$1,45 mil.

“Após análise detalhada do fluxo de caixa, esta foi a melhor proposta encontrada para atender à solicitação da categoria, visto que em janeiro e fevereiro grande parte do orçamento é destinada ao pagamento de 1/3 das férias dos professores e demais profissionais, respectivamente”, afirma.

A proposta de reajuste já foi entregue ao Sindicato dos Trabalhadores da Rede de Ensino Público (Sintep/Cuiabá), segundo secretário e será encaminhada em forma de lei para aprovação da Câmara Municipal.

NÃO À PROPOSTA

No entanto, com a proposta em mãos, os servidores não ficaram nada satisfeitos. Segundo João Custódio, presidente do Sintep/Cuiabá, embora o valor de 5,8% do reajuste seja o combinado, a forma de pagamento não condiz com o Termo assinado.

Segundo ele, o valor deveria ser incluído no salário logo em janeiro. “Foi uma reivindicação nossa do ano passado. Quando o prefeito assinou, ele sabia que queríamos e precisamos do reajuste para janeiro”, aponta.

Questionado sobre o argumento usado pelo secretário de que o pagamento parcelado era a única solução tendo em vista o orçamento, Custódio foi enfático em dizer que “o prefeito deveria ter pensando em orçamento quando assinou o termo. Nós propomos e ele podia não ter assinado. Mas como era candidato, ele assinou. Agora, eleito, que resolva”, assegura.

Está previsto para o próximo dia 8, uma reunião dos trabalhadores para decidirem sobre a aprovação ou não da proposta. Caso não seja aceita, os servidores começam os encaminhamentos para o início de uma greve.

“Tudo sinaliza para a greve. Não concordamos com a proposta e a assembleia vai decidir pela paralisação a menos que o documento será alterado”, finaliza Custódio.
Vale ressaltar que para antes da assembleia no dia 8, não há reunião marcada entre a categoria com o secretário de Educação.


Fonte Hiper Notícias


Saiba mais:


COMUNICADO  URGENTE

Para corrigir o valor dos salários e assegurar o seu poder de compra, os Trabalhadores da Educação da Rede Municipal de Cuiabá, reivindicaram no mês de julho do ano passado, data-base da categoria, um reajuste de 10.7%.

Alegando impossibilidade jurídica em função da lei eleitoral, o ex-prefeito Galindo concedeu apenas a recomposição salarial, tendo por base a inflação de 4.9% do INPC.
Em Assembléia Geral do dia 4 de outubro, consensuados e por unanimidade os Trabalhadores da Educação decidiram lutar pela integralidade do reajuste inicialmente reivindicado através da CARTA COMPROMISSO assinada pelos candidatos a prefeito Mauro Mendes e Lúdio Cabral.

De acordo com o Termo de Compromisso, janeiro seria o mês referência para a concessão de mais 5.8% de rejuste salarial em parcela única. A categoria deliberou também por não iniciar o ano letivo de 2013, caso este pleito não seja atendido.

Em documento protocolado no Sintep Subsede de Cuiabá, o prefeito Mauro Mendes, através do seu Secretário de Educação rompeu com o compromisso pactuado  e oficializou a proposta de pagar a diferença do reajuste salarial em três míseras parcelas.

Para avaliar a proposta e deliberar sobre os rumos da nossa luta salarial, a direção do Sintep Subsede convoca todos os professores e funcionários das unidades escolares e creches para uma Assembléia Geral no dia 8 de fevereiro, às 14h, no auditório da E.E. Liceu Cuiabano.
Sintep Subsede de Cuiabá

Visite a pagina do MCCE-MT
www.mcce-mt.org

FONTE -  http://www.antoniocavalcantefilho.blogspot.com.br/

ESTÃO PINTANDO.



Os quebras -molas da cidade de Diamantino, estão sendo pintados. A população agradece, afinal de contas tivemos que esperar longos 5 anos para isso acontecer.

REFLEXÃO


BOM DIA CIDADE.


sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

O BRASIL PRECISA CONSTRUIR 130 MIL BIBLIOTECAS ATÉ 2020



Se em 72,5% das escolas públicas do Brasil não há bibliotecas, que glória nos seriam os moderníssimos estádios de futebol para a Copa de 2014, obra do governo federal em parceria com a iniciativa privada? É a tal da inversão de prioridades, que pode também ser verificada comparando-se os investimentos nos megaeventos com a situação da saúde. Mas, se boa parte do eleitorado é do tipo que leiloa o voto, ainda estamos a muitos passos de dias melhores, pois quem se vende não se mobiliza, exceto para se vender, obviamente! Segundo a revista Época (online): “Para equipar todas as 113.269 escolas públicas sem biblioteca, seria necessária a construção de 34 unidades por dia, segundo levantamento realizado pelo movimento Todos Pela Educação com base no Censo Escolar 2011. O estudo também faz uma comparação com números do Censo 2008 e mostra que, mesmo as escolas construídas nos três anos seguintes (foram 7.284 novas unidades) não contemplam o espaço: apenas 19,4% dessas novas instituições têm biblioteca. (Acesse AQUI). Se, por um lado, o governo federal age interessantemente ampliando a rede de ensino superior, criando até um programa como o Ciência sem Fronteiras, que fornece bolsas para jovens estudarem em ótimos centros de ensino fora do Brasil, por outro há esse “desencontro” dessa carência de bibliotecas nesse alarmante número. Ainda. Mas, talvez, pior seja o conformismo de um povo, nós, em relação ao assunto. Ou será que a notícia está errada?

FONTE - O ARAIBU 

VEJA


COLUNA DO JABUTI

REFLEXÃO.


BOM DIA CIDADE.


quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

1º GRITO DE CARNAVAL DE ROSÁRIO OESTE


CIDADANIA: APRENDENDO COM AS CRIANÇAS



                                                              Ministro Mercadante e a cidadã Isadora Faber


E se cada vereador tivesse um perfil no facebook pra conversar frente a frente, diariamente, com os eleitores, receber sugestões, críticas, etc? Se essas tecnologias vêm se tornando importantes para os demais setores, por que não nesse, no serviço público? Veja-se, por exemplo, que o executivo local já criou um page na refererida rede, o que facilita a transparência e os contatos. E não será má idéia se pelo menos mais as Secretarias de Educação, Saúde e Cultura também tiverem páginas próprias, pois isso ampliaria a transparência, a participação democrática, o encontro necessário entre representantes e representados.
Há perguntas que o povo quer fazer e essas tecnologias servem muito bem pra isso, para aproximar povo e poder. Se cada vereador de Diamantino tivesse um perfil no facebook, acessando-o todo dia, mesmo tendo que ainda aprender melhor sobre como utilizar o meio em sua função de parlamentar, este lhe serviria para divulgar seus trabalhos, suas reclamações, denúncias, requerimentos, projetos e afins, além de ser um canal para os eleitores. De fato, quanto mais os representantes do povo estiverem próximos do mesmo, melhor será. E quanto a possíveis comportamentos desrespeitosos e/ou abusivos de parte a parte, se acontecerem, há meios (instrumentos) tanto tecnológicos quanto legais para se tratar da questão. Do bloqueio de trolls à aplicação dos meios legais/judiciais, tudo isso está aí para ser utilizado na amplidão dessa coisa chamada democracia. O que não dá mais é a “tecnologia da esquina”. Não conhece? É assim: surge um boato, depois ele é aumentado e refeito um milhão de vezes até que ninguém mais sabe o que é verdade e o que é mentira. Em cada esquina e estória muda. Não podemos depender disso.
Dada a sugestão, não sei se mais alguém nesta terra de Diamantino considera que isso possa ser feito. Na imagem acima, vemos um exemplo de maturidade, coragem e cidadania: esta menina chama-se Isadora Faber e ficou famosa por utilizar a web para denunciar e exigir melhores condições em sua escola (acesse DIÁRIO DE CLASSE). Na foto, ao lado do ministro da Educação, Aloízio Mercandante, Isadora nos dá o exemplo.
 
FONTE - O ARAIBU (texto adaptado)

AINDA NÃO SOMOS CAPAZES DE PENSAR UM LEGISLATIVO MELHOR



Posso estar errado por não estar amparado em científica pesquisa e, sim, apenas na minha pessoal impressão: creio que a maioria do eleitorado vê no poder legislativo local tão somente uma correia de transmissão do executivo e não um poder que deve funcionar com plena (clara) autonomia. Da mesma forma, e de modo ainda mais contundente, esse mesmo eleitorado considera que o cargo de vereador não é um CARGO PÚBLICO, mas uma oportunidade de emprego (ótimo, por sinal) que se pode dar a um rapaz ou a uma moça do tipo “Ele (ela) merece subir na vida”. Já escutei coisas desse tipo várias vezes no decorrer dos anos, e hoje já não tenho como colocar o foco dos impasses do nosso poder legislativo somente sobre os ombros dos que ali tomam assento. Devo distribuir essa responsabilidade também por sobre os ombros desse eleitorado que, incapaz de aprender com a história, acha que o legislativo é isso e que o executivo é mágico e porta poderes de uma monarquia absolutista, ou seja, ao prefeito tudo, todas as responsabilidades e glórias, mesmo quando se trata de coisas referentes ao parlamento. Entra ano e sai ano, não mudamos nada disso, porém, ao  mínimo sinal de problema, já caímos na primeira generalização sobre os poderes e culpamos o que estiver à vista. A maioria de nós ainda se mostra como mero aprendiz de cidadão e não sabe o que fazer para melhor compor exatamente o poder que, em essência, somos nós mesmos através de uma representação, pois um vereador, muito mais que o prefeito, é a voz do povo. Se hoje ou amanhã haverá pessoas reclamando de que o nosso parlamento municipal não é dessa ou daquela maneira, lembre-se tal criatura de analisar como se portou e como se porta diante do mesmo. Chega de vitimismo!
 
fonte - O ARAIBU

QUANTO VALE UM(A) PROFESSOR(A) QUE SÓ PENSA EM DINHEIRO?

De modo geral, profissionais da educação não têm ainda, no Brasil, um status no qual a sociedade referencie valor, sucesso, prazer, realização. O que se pensa é: “Se a pessoa não puder ser mais nada, seja professor(a)”, ou seja, que se ocupe dessa tarefa “subalterna” e “sem-futuro”. Às profissões, numa sociedade como a nossa, estão, inevitavelmente, associadas as suas condições financeiras (“Quanto você ganha, rapaz?”), e professores, apesar do que de melhor puderam obter em seus ganhos e em suas condições de trabalho nos últimos tempos, não estão no topo da pirâmide.

Existe, pois, uma luta constante por melhorias salariais, o que facilmente vemos ao acessar a internet e o cotidiano direto. Eu próprio já vim aqui neste blog dar meu apoio às greves que os professores da rede pública estadual empreenderam em anos recentes. Mas hoje quero tocar em algo que considero também de suma importância em relação ao assunto: a redução do professor e do ensino a negócio. E o pior: com a extrema colaboração dos profissionais da área.
Passeando tantas vezes pelo facebook e em outros espaços, observando perfis de professores e as interações entre os mesmos, percebi que  quase 100% dos assuntos de tais pessoas se referem à questões salariais, como se isso fosse o único assunto da ampla área da EDUCAÇÃO. De modo geral, não vejo mais professores debaterem outra coisa senão isso, os royalties do petróleo e afins. É a financeirização da atividade, antes ocorrida na área da saúde (um aspirante a médico, antes de pensar como um humanista com amplo foco no social, pensa em ficar rico). Por esse comportamento, a dominar muito das conversas de professores, percebo uma redução do papel do ensino, da escola, dessa relação toda que é por demais importante, essencial mesmo.
Não sou contra qualquer profissional ganhar adequadamente e sei que a luta dos professores, nesse sentido, é justa. Mas será que nada mais há sobre qualquer outro tema que valha a atenção de um professor? Se há, cadê a fala que não se faz presente? Ao que parece, ao menos a mim, é que, por conta de frustrações a ambições não bem-sucedidas, a melhoria no ganho salarial serviria como recompensa/vingança contra um sistema de coisas que os professores odeiam por lhes maltratarem. Mas será que a financeirização da "utopia" (?) seria caminho?
Se meus questionamentos incomodam, agradeço a quem ainda deixar ferver em si um resquício de saudável rebeldia e amor pelo que faz, pois isso, da parte da pessoa, demonstra que ela está viva, que o dinheiro (a falta dele mesmo) não lhe matou. Por mais que um profissional da educação precise ser pago, como todos os outros profissionais, o que ele realiza, sendo bom, não tem preço. Mas se ele se preocupa mais com o carro do ano que com valores, é sinal de que nossa sociedade arde em franco processo de autodestruição.

FONTE - O ARAIBU

PORTARIA




PORTARIA  Nº 001/2013


A Excelentíssima Senhora Doutora patrícia Ceni, Juíza Eleitoral desta 07ª Zona Eleitoral do Estado de Mato Grosso, no uso de suas atribuições legais, etc...

CONSIDERANDO a imperiosa necessidade de realização dos serviços de detetização a ser realizada no Cartório Eleitoral da 07ª ZE, pela empresa Organização Soares, contratada para prestação de serviço e
CONSIDERANDO a necessidade de fechamento do Cartório,
RESOLVE:
Art. 1º. Suspender o expediente no âmbito da 07ªZE de Diamantino no dia 24 de janeiro de 2013.

Art. 2º. Os prazos que porventura, iniciam-se ou completam-se neste dia, ficam automaticamente prorrogados para o primeiro dia útil subseqüente.

Art. 3º. Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

Art. 4º. Publique-se no átrio do Cartório Eleitoral e Diário Eletrônico da Justiça Eleitoral.
Remeta-se cópia ao Egrégio Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso,  Registre-se, Cumpra-se.


Diamantino/MT, 22 de janeiro de 2013.



Patrícia Ceni

Juíza da 07ª Zona Eleitoral

do Estado de Mato Grosso