sexta-feira, 17 de maio de 2013

NOSSA LUTA CONTRA O NOSSO AGONIADO MODELO DE SOCIEDADE

18 de maio

Não, claro que não esqueci das temáticas dos posts anteriores e o que desejo escrever em relação às mesmas. Se você ainda não leu (nem acessou os links), as matérias estão no final deste post. Há muito o que podemos (e até devemos) aprender sobre ECOVILAS e PERMACULTURA.
Mas hoje vim aqui lembrar do Dia Nacional do Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes (18 de maio) e lembrar que somos um país onde o número de estupros de mulheres tem aumentado, onde a quantidade de homicídios, por ano, alcança uma média superior à de países em guerra e onde muitos consideram que povos nativos (indígenas, inclusive as crianças) não são gente que merece respeito.
A propósito: "Governo cede a ruralistas e inicia desmonte da Funai com suspensão de demarcações". Se você clicar no link anterior, vai entender que essa é um violência específica e que, apesar de específica, está dentro dessa lógica de cultura de extermínio do atual modelo de desenvolvimento que o Brasil empreende. Some esta violência às outras e perceba que todos nós estamos no mesmo barco. Segundo o portal G1, numa matéria de 2012, "Mais de 500 índios foram mortos desde 2003 no Brasil". Veja bem: FORAM MORTOS, não morreram de gripe ou de outra qualquer doença, mas nas mãos daqueles que lhes vêem como "obstáculos ao progresso".

Seja o genocídio de indígenas, seja o abuso de crianças e adolescentes, sejam os homicídios nas cidades, seja o estupro de mulheres (que vem aumentando, repito), seja a violência que for, chegamos a um limite onde ou nós tratamos diferentemente do assunto, ou cada vez mais sucumbiremos diante dos acontecimentos.

O Brasil gera empregos, é verdade. Houve uma ascendência de pessoas das classes mais baixas para um patamar mais médio, embora isso não se verifique para muito além do fator "consumo", visto, por exemplo, os serviços públicos ainda serem muito ruins e milhares de professores [profissionais da base de tudo] não terem o devido respeito nem dos governos, nem da sociedade. Mas se é verdade que estamos progredindo, vale lembrar que a ausência de soluções quanto à multiplicidade de violências diz exatamente o contrário. Enquanto isso o nosso magnífico "Congresso Nacional custa R$ 23 milhões por dia". Não seria isso também uma das mais imorais formas de violência?

 

FONTE – O ARAIBU

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MANDE O SEU COMENTÁRIO!

O BLOG DO PROFESSOR ODEMAR MENDES não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. Se você se sentir ofendido pelo conteúdo de algum comentário dirigido a sua pessoa, entre em contato conosco pelo e-mail odemarmendes@hotmail.com