quarta-feira, 29 de maio de 2013

QUEM SE APROPRIA DAS TERRAS BRASILEIRAS?



Há um dizer antigo que sentencia “terra é terra”, isto para dizer da riqueza que o ato de possuir terras encerra. Riqueza e poder para uns, mas para a maioria, não! Assim foi e assim tem sido. Em cada lugar desse nosso Brasil, da zona urbana à rural, há pessoas e grupos que, desde imemoriais tempos, valendo-se de todos os meios possíveis ― do uso “brando" das leis ao uso da violência mais terrível ―, procuram deter o poder sobre terras e terras, o que significa ter poder sobre pessoas, destinos, lugares, culturas. E a maioria de nós, assoberbada com as demais violências e informações não muitas vezes dignas de valor, acaba por não dar muita atenção a este fato.

Nos municípios onde moramos quem manda e quem não manda no assunto "terras" (urbanas ou rurais)? Quem são as pessoas e os grupos que, em flagrante desprezo às carências da população mais pobre, se apropriam do máximo de terras que conseguem?

A título de reflexão, encaminho aqui uma entrevista para que os visitantes deste blog a leiam e, assim, aprofundem os conhecimentos, abrindo ou fortalecendo um debate em torno da questão, pois isso é essencial: Megaeventos e "uma limpeza urbana injustificada''.

Posto que o atual modelo de desenvolvimento do Brasil se dá desse modo, o que podemos verificar até em nossos municípios, é urgente entendermos melhor o que vem ocorrendo, pois não são só indígenas e quilombolas estão na mira da sanha capitalista, mas nós citadinos vítimas da especulação imobiliária.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MANDE O SEU COMENTÁRIO!

O BLOG DO PROFESSOR ODEMAR MENDES não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. Se você se sentir ofendido pelo conteúdo de algum comentário dirigido a sua pessoa, entre em contato conosco pelo e-mail odemarmendes@hotmail.com