quinta-feira, 27 de junho de 2013

REUNIÃO



A reunião acontecida na manhã de ontem, entre o SINTEP/DIAMANTINO, foi possitiva, a partir do mês de Agosto o SINTEP, irá reunir-se com o membros da Secretaria de Educação e Cultura do Município, para rever alguns itens da LOPEB, para a eventual mudanças, neste estudos participarão representantes de todos os segmentos de profissionais da Educação.
Dentre as mudanças estarão sendo estudada e analisadas os seguintes itens:
  • Plano e Carreiras dos TDIs (Tabela e Profissionalização)
  • Jornada de 40 horas semanais dos Motoristas (Tabela e Profissionalização)
  • Plano e Carreiras dos Monitores (Tabela e profissionalização)
  • Regime de Colaboração com Governo de Estado  - Sistema SIGEDUCA
  • Avaliação do Plano  Municipal de Educação.
  • Piso Nacional dos Profissionais da Educação/ 2013 (diferença)



terça-feira, 25 de junho de 2013

REUNIÃO COM O PREFEITO

Amanhã dia 26/06 de 2013, o prefeito JUVIANO LINCOLN, estará recebendo no seu Gabinete o SINTEP, e de cada Escola representantes dos TDI (TÉCNICO DE DESENVOLVIMENTO INFANTIL), o intuito dessa reunião, é procurar mecanismos para que através da discussão possa haver mudanças na LOPEB. Dentre as pautas de reivindicações estão:


1-Plano e Carreiras dos TDIs (Tabela e Profissionalização);           
3-Jornada de 40 horas semanais dos Motoristas (Tabela e Profissionalização);            
4-Plano e Carreiras dos Monitores(Tabela e Profissionalização);  
2- Regime de Colaboração com Governo de Estado- Sistema SIGEDUCA;        
4- Avaliação do Plano Municipal de Educação-PME do Município de                  Diamantino/MT;                                                                                         
5- Piso Nacional dos Profissionais da Educação/2013- (Diferença);        
6- Outros;



ASSEMBLÉIA GERAL


segunda-feira, 24 de junho de 2013

Agradecimento



Gostaria de agradecer imensamente aos convidados, que estiveram presentes no aniversário de 70 anos de meu pai "Seo" Gonçalo, ocorrido no último sábado no Centro de Eventos "Juarez de Abreu".
Quem esteve presente eram os verdadeiros amigos dele....

TRAGÉDIA




As fatalidades acontecidas na cidade de Diamantino com os taxistas nos trazem uma reflexão, estamos refém da criminalidade, e alheios a sorte.
A segurança tão pregada por políticos em suas campanhas eleitorais são balelas de última categoria, que não trazem mais confiabilidade a nós pobres mortais.
Há a necessidade urgentemente de um Plano de Segurança, com penas mais pesadas (para os crimes seguidos de mortes), ninguém aguenta mais essa insegurança nas cidades brasileiras.
A solução dos problemas virá quando despertarmos desse sono que aflora a grande população do Brasil, mas parece que estamos acordando, fiquei esses dias observando estas passeatas que tomam grande parte das cidades brasileiras, pedindo mais educação, saúde, contra o aumento das passagens etc...
De que adianta protestar, e depois votar nos mesmos Corruptos, de sempre....
Devemos protestar sim, mas que mudemos o nosso voto em 2014.

Candidata da Vila Operária é eleita Miss Mato Grosso 2013


Jakeline Oliveira, de 20 anos, já tinha vencido três concursos.

Concurso foi realizado neste sábado (22), em Jaciara, interior do estado.

Pollyana Araújo Do G1 MT
Comente agora
Jakeline Oliveira disputou título com outras 14 candidatas (Foto: Murilo Lorensoni) 
Jakeline Oliveira disputou título com outras 14 candidatas (Foto: Murilo Lorensoni)
A candidata do Distrito de Vila Operária, em Rondonópolis, a 218 quilômetros de Cuiabá, Jakeline Olivera, foi eleita Miss Mato Grosso 2013. O concurso foi realizado na noite deste sábado (22), em Jaciara, distante 148 km da capital, e reuniu cerca de 400 pessoas em um centro de eventos da cidade. A jovem de 20 anos disputou o título com outras 14 candidatas e foi escolhida de forma unânime pelos jurados, de acordo com os organizadores do evento.
Essa é a quarta vez que Jakeline vence um concurso de miss. Ela venceu o Miss Rondonópolis. Em seguida, disputou o Miss Globo Brasil e também venceu o Miss Globo Internacional, realizado em Chipre, em apenas seis meses. "Agora ela vai disputar Miss Brasil oficial , que elegeu misses famosas como Vera Fischer e Marta Rocha, por exemplo", disse Warner Milon, um dos organizadores do concurso. Além de ter direito a concorrer ao Miss Brasil, a vencedora levou como prêmio joias, um guarda roupa completo e mais R$ 6 mil em dinheiro.

Jakeline recebeu a coroa das mãos da Miss Mato Grosso 2012, Letícia Vetorina Hauch, de Cuiabá. As candidatas desfilaram três vezes. Se apresentaram com trajes de gala, casual e de banho.O Miss Brasil será no dia 28 de setembro, em Minas Gerais.
A segunda colocada no concurso foi Luana Ribeiro, de Alta Floresta, e a terceira foi Lauriane Pires. Também foram escolhidas a "Miss Fotogenia" e "Miss Simpatia". Venceram nessas categorias, Solange Machado, de Cláudia, e Camila Gutierrez, de Jaciara. 
O evento contou com a participação da Miss Brasil 2012, Gabriela Markus, que acompanhou o desfile, e do ator Carlos Machado.



fonte - G1

quinta-feira, 20 de junho de 2013

HOJE TEM PROTESTOS EM DIAMANTINO....


BOMBA BOMBA

DANDARA DE IFAH, deverá assumir o posto de MISS DIAMANTINO, dizem as más línguas que a MISS eleita EDNA MARIA MOTTA DE SOUZA, era casada (divorciada).
Não sabemos se essa notícia é verídica, estamos aguardando o pronunciamento da Secretaria de Ação Social Thereze Silva, ou alguém da sua equipe.
Nossa! o ano passado a MISS eleita morava em Cuiabá, isso trouxe uma revolta muito grande as todas as participantes da cidade, e este ano a MISS casada, o que falta mais acontecer nesta cidade?
Por isso os eventos promovidos pela Secretaria de Ação Social, as vezes faltam candidatas, porque isso?
É simples.....Perderam a credibilidade perante a população......
E pra recuperar serão anos e anos.....



Se essa notícia for verídica parabéns a organização do MISS, mais uma vez, hein ....

VII FESTIVAL ESTADUAL NOSSA ARTE


MANIFESTO EM DIAMANTINO.

Hoje dia 20 haverá um MANIFESTO em frente  a IGREJA MATRIZ de DIAMANTINO, o evento acontecerá as 17:30 hs.

terça-feira, 18 de junho de 2013

70 ANOS


GOSTARIA DE PARABENIZAR MEU PAI SEO GONÇALO POR MAIS UMA PRIMAVERA, PAI 70 ANOS, QUE NESTE DIA NÃO LHE FALTE MOTIVOS PRA SER FELIZ.
 

Como É Grande O Meu Amor Por Você

Eu tenho tanto pra lhe falar
Mas com palavras não sei dizer
Como é grande o meu amor por você
E não ha nada pra comparar
Para poder lhe explicar
Como é grande o meu amor por você

Nem mesmo o céu, nem as estrelas
Nem mesmo o mar e o infinito
Não é maior que o meu amor, nem mais bonito

Me desespero a procurar
Alguma forma de lhe falar
Como é grande o meu amor por você

Nunca se esqueça nem um segundo
Que eu tenho o amor maior do mundo
Como é grande o meu amor por você

Nunca se esqueça nem um segundo
Que eu tenho o amor maior do mundo
Como é grande o meu amor por você

Mas como é grande o meu amor por você

segunda-feira, 17 de junho de 2013

BRASIL: INDIGNADO, O POVO SAI ÀS RUAS EM FORTES MANIFESTAÇÕES



Giuliana Vallone, repórter da Folha de São Paulo,
atingida por bala de borracha disparada pela polícia.


É inegável que o Brasil passou por transformações interessantes depois dos governos do PT à frente do Palácio do Planalto. Diferentes índices apontam para isto. Mas o Éden a que a militância petista se refere só existe na cabeça dela, que, dominada pela total ausência de autocrítica, tornou-se, tal aos seus companheiros do PCdoB e do PSB, incapaz de enxergar o que é preciso. Essa moçada, hoje nem tão moça assim, está perdendo o trem da história por querer, como diz o mestre Milton Nascimento, em linda e eterna canção. Apaixonada pelo próprio umbigo, a ainda existente militância petista deixa de dar ótima contribuição ao momento político e social porque deixou de acreditar na força das massas e passou a acreditar na burocracia do poder, viciada que está em tentar defender o indefensável.

O Brasil passa, nesse momento, por convulsões e impasses e isso nos chama a um olhar mais agudo sobre a situação e qual o papel que devemos desempenhar. Os fatos estão aí e as reações a eles também. Parcela importante do povo brasileiro já se deu conta de que não basta progresso econômico (com direito a possuir moto, carro e iphone), pois também é preciso haver serviços públicos de qualidade, moralidade nas instituições do poder, busca de uma nova cultura política que diminua a corrupção, dentre outros pontos também importantes.

Em interessante texto sobre as manifestações que ocorrem na capital paulista contra o aumento da tarifa do transporte público, na verdade são manifestações contra muito mais coisas que simplesmente esta, Henrique Carneiro, no Blog da Convergência, afirma:


O desabafo agora não é só por 20 centavos, mas contra a polícia mais violenta do mundo, contra a maior taxa de homicídios do planeta, contra o lucro empresário mais selvagem, contra a predação da floresta e o assassinato dos indígenas para o agronegócio, contra a repressão aos jovens, negros, pobres, maconheiros, homossexuais, punks ou rastafáris. E acima de tudo, contra a ausência de espaço. Espaço físico, a própria cidade, sequestrada pela especulação imobiliária, pelas máfias do transporte precário, pela PM terrorista, e também o espaço político, sequestrado pela privatização do Estado, pela loteria dos cargos e dos partidos. O caso brasileiro se agrava pelo fato do PT ter sido o depositário das esperanças de uma geração e tê-las traído de uma forma sistemática em todos os campos possíveis. Na política financeira, deram metade do orçamento para os bancos. Na política agrícola, abriram as porteiras para o agronegócio derrubar a floresta, espalhar transgênicos, matar índios, inundar de veneno os rios e construir barragens ecocidas na Amazônia. Na política internacional, mandaram tropas ao Haiti, defenderam empreiteiras na África e abriram o país para multinacionais. Privatizaram o petróleo, os portos, aeroportos, e deram verbas públicas para o ensino privado. Aliaram-se com as oligarquias, todas elas! Sarney, Renan, Alves, Barbalho, e com a direita evangélica. Deram ministérios para bispos e distribuíram concessões de rádio e TV a rodo para os piores fascistas travestidos de pastores.” (Blog da Convergência)

Vejamos o desenrolar de todos esses acontecimentos, mas tomemos muito cuidado com as interpretações que tanto os governistas do PT e do PSDB quanto os jornalistas da grande imprensa dão aos fatos, pois que desses pólos não se há de colher vigor que alcance a natureza real disso tudo. E não confundamos as manifestações populares com intriga de vizinhos. O que há em questão é o destino de um país, de uma povo inteiro, nós. A propósito: há muita gente que não sabe que parte do povo brasileiro vem sofrendo bastante por conta das obras para a Copa Fifa 2014 e para as Olimpíadas Rio 2016. Talvez agora comecemos, de modo mais incisivo, a ter uma resposta dessas pessoas nessas manifestações todas. De minha parte, sei que spray de pimenta e gás lacrimogêneo não são cosméticos, tampouco representam as soluções que o POVO PAGADOR DE IMPOSTOS exige. Imagine bala de borracha!
________________
Leia também:

CADÊ A TAL DA MOBILIDADE URBANA QUE NÃO CONTEMPLA O POVO?


Eis aí o povo em luta por uma justa causa


Os municípios onde moramos, esses outrora paraísos de paz do interior do Brasil, já não são lugares tranquilos há anos. Com índices de roubo e de homicídios dignos de um massacre, demonstram a que ponto o país inteiro chegou no que tange à desordem, pois isso que sofremos é, sim, desordem, quebra da lei, das regras de convivo social, sintomas de que há falhas na sociedade, mas, sobretudo, no Estado. E ainda há os que, mesmo sabendo disso, dessa desordem, hão de pedir ordem aos que se manifestam em atos públicos contra “roubos dentro da lei” promovidos por empresários com o aval de governos, como é o caso do aumento da tarifa de transporte público na capital paulista.

Desculpem-me as mariposas chocadas com a manifestação popular, mas pior que o vandalismo de alguns, que são apenas parte da multidão, são os governos ditos democráticos ― há os que ainda se dizem de esquerda, socialistas e afins ― que, demonstrando a mais ampla falta de vontade de negociar com o POVO PAGADOR DE IMPOSTOS, mandam sobre a massa a polícia e todo o aparato de “guerra” de que a mesma dispõe. Vi na web imagens de policiais agindo como se reprimissem bandidos da pior espécie quando de fato estavam diante  de indivíduos desarmados.

E para quem deseja aproveitar a situação para proteger o PT do prefeito Fernando Haddad e cuspir sobre o PSDB de Geraldo Alckmin, já vou avisando que, nessa “pedagogia” de descer a lenha, esses dois partidos tem se assemelhado (vide o que a presidente Dilma faz com os indígenas).

Observando o que ocorre na capital paulista, penso no palavreado de “mobilidade urbana” que esses governantes usam, mas que numa hora dessas é totalmente esquecido. Nesse ínterim, medito sobre um lindo texto da filósofa Márcia Tiburi, onde ela diz:

"A Mídia e a Polícia no estado em que se acham são a morte da democracia. E, no entanto, jornalistas e policiais, por burrice ou interesse, maldade ou desfaçatez, estão do lado errado. São vítimas que servem aos próprios algozes. Mas não pensemos que não possam ser diferentes.  Aquele que respeita o outro sempre sonha que ele possa aprender, mudar, se tornar mais inteligente. Também os policiais e os jornalistas – neste momento, alguns se mostram verdadeiros canalhas – também poderão acordar do pesadelo ao qual servem." (CARTA EM APOIO AO MOVIMENTO PASSE LIVRE - Márcia Tiburi).

Por fim, recomendo mais um texto, um que li no portal Congresso em Foco: O uso do terror para construir vilões sociais – manifestações de estudantes em São Paulo. Vale conferir!

Penso se as torcidas de futebol, em vez de apenas fazerem o que comumente fazem, dessem de apoiar essas manifestações (refiro-me ao poder de sua logística e de sua paixão). Seria uma força e tanto, não?
 
 
FONTE - O ARAIBU

E esses protestos?



Na semana passada os protestos acontecidos na cidade de São Paulo, chamaram a atenção do mundo. A organização dos movimentos tomou proporção mundial.
Manifestantes se reuniram no centro da cidade em protestos contra o aumento de R$ 0,20 na passagem de ônibus,
Com o título de "Quinto grande ato contra o aumento das passagens!", o evento criado na rede social Facebook já conta com mais de 230 mil presenças confirmadas. A concentração foi realizada na região da Estação Faria Lima e o protesto pode seguir para importantes vias da cidade. Em ações anteriores, as avenidas Brigadeiro Faria Lima e Paulista e a marginal Pinheiros foram tomadas pelos manifestantes.  
Na página da rede social, entre enquetes e postagens com as palavras “injustiça” e “sentimento de revolta”, manifestantes interagem e combinam os detalhes da mobilização de segunda-feira. O perfil interativo e de web ativismo das recentes manifestações nacionais e internacionais tem chamado a atenção.
Agregado aos protestos contra o aumento o preço da passagem, está o protestos contra a COPA DAS CONFEDERAÇÕES, e a COPA DO MUNDO, eventos esses que gastaram bilhões, enquanto saúde e educação estão vivendo de migalhas.
Fora do nosso país, protestos foram realizados em apoio, as manifestações aqui no Brasil.
Além da Irlanda, países como França, Alemanha, Espanha, Portugal, Canadá, Bélgica e Argentina também estão convocando manifestações.
De uma coisa podemos tirar lições, as mudanças da sociedade acontecem com cobrança, neste momento o povo brasileiro já deu seu primeiro passo.

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Diz Pra Mim - Gusttavo Lima




Desde o inicio você esteve tão presente
E eu só te evitando
Estou do outro lado as coisas mudam com o tempo
E hoje não vivo sem você
E agora você diz pra mim oh oh
Que já não é bem assim oh oh
Já está tão perto o fim do nosso amor
Nosso amor
Diz o que é preciso pra te ter aqui comigo
Pra fazer o nosso amor reviver
Pra não te perder
O que é preciso pra te ter aqui comigo
E a velha chama reacender
Pra não te perder
Desculpe mas eu não entendo
A gente se perdeu no tempo
E eu fiquei tão perdido
Confesso que às vezes penso na gente
E em um recomeço
Melhor e bem diferente
Mas tem que partir de você oh oh
Amor fazer por merecer oh oh
Porque não se concerta assim
O nosso amor, nosso amor
Nosso amor, amor
Diz o que é preciso pra te ter aqui comigo
Pra fazer o nosso amor reviver
Pra não te perder
O que é preciso pra te ter aqui comigo
E a velha chama reacender
Pra não te perder
Não posso aceitar, não é nosso fim
Está escrito nas estrelas você nasceu pra mim
Depende de nós tudo mudar
Eu quero e sei que você também
(Diz pra mim)
Diz o que é preciso pra te ter aqui comigo
Pra fazer o nosso amor reviver
Pra não te perder
O que é preciso pra te ter aqui comigo
E a velha chama reacender
Pra não te perder
O que é preciso pra te ter aqui comigo
Pra fazer o nosso amor reviver
Pra não te perder
O que é preciso pra te ter aqui comigo
E a velha chama reacender
Pra não te perder
Pra não te perder

Porque estranharam????


Muitas pessoas estranharam mais uma vez a atitude do edil Edilson Mota Sampaio, em defender a candidatura do ex-prefeito CHICO MENDES. A mim não causou nenhuma novidade, visto que o vereador pertence a sigla do PDT, (Partido Democrático Trabalhista), oposição ao prefeito Lincoln e num toque de mágica virou LÍDER do prefeito na Câmara.

PORQUE SERÁ?


Alguém sabe porque será que o MISS DIAMANTINO, está sendo realizado sem divulgação nenhuma, poucas pessoas sabem que o evento vai acontecer na sexta-feira.
Mas também vai se falar e fazer o quê, no ano passado até candidata de CUIABÁ, veio participar aqui, se passando por moradora de Diamantino.
Pode-se esperar tudo não é mesmo?

TÁ BOMBANDO.....

Mesmo sem ter tempo para escrever matérias, o BLOG, tá bombando nos acessos, no dia de ontem 11/06/13, chegamos no final do dia com mais de 4.000 acessos.

JÁ PENSOU SE ESSA ONDA PEGA AQUI?





VEREADORES CONTRA A EDUCAÇÃO


Em nada me surpreende que a Câmara Municipal de Juazeiro do Norte-CE tenha aprovado a redução do salário dos professores daquele município [1]. O grande mau exemplo que todos os legislativos do país têm vem lá de Brasília, do Congresso Nacional, onde, com raras (raríssimas) exceções, mais de 500 indivíduos não estão nem aí para o que de fato seja prioridade do povo brasileiro. Ganham bem, enchem-se de regalias e perpetuam-se no poder como pragas indissolúveis [2].

Somos hoje uma democracia que vive agudamente uma crise pelo fato daqueles que nos representam cumprirem isso apenas formalmente. Nossos partidos são estruturas mais fisiológicas do que nunca e estão ligados até o osso aos interesses dos lobistas [3]. Atravessamos um novo ciclo desenvolvimentista desencadeado pela chegada do PT à Presidência, com Lula, em 2003, mas, simultaneamente, nos vemos enrolados com uma das mais pesadas cargas tributárias [4] e a ausência de reformas como a agrária, só para citar um exemplo.

Some-se a tudo o fato de que mesmo esquerdistas notórios de outrora, e hoje burocratas de carteirinha. consideram que é realmente possível desenvolver adequadamente um país sem investir maciçamente na educação, tendo esta sido, em muitas situações, reduzida a mais um ponto na luta entre os partidos que se dilaceram pelo poder, em especial o PT e o PSDB. Se nossos políticos, contando em grande parte com a ignorância (a inconsciência) da maioria do povo, vêem como vêem a educação e os profissionais que a fazem, casos como o da Câmara de Juazeiro só não se repetem mais porque existem a internet e a opinião pública.

Quem sabe os professores de cada município brasileiro não devessem questionar o quanto ganham os seus representantes no poder legislativo (municipal, estadual, federal) e criar uma movimentação mais consequente em torno desse tema? Vale lembrar que a Lei do Piso Salarial Nacional ainda não é cumprida por parte dos estados e dos municípios brasileiros [5], o que deveria levar-nos a pensar mais profundamente que tipo de sociedade queremos, já que estamos tentando concebê-la com educação precarizada.


Por fim, perguntas:


1. Na sua vida e na vida dos seus filhos os vereadores tem sido mais útil que os professores? No seu município, qual a diferença salarial entre os mesmos?


2. Você exige de uma vereador do mesmo jeito que exige de um professor?


______________
Notas:

4. A indignação com a carga tributária se dá exatamente não porque seja alta, embora seja, pois assim o é também em outros países, mas porque o povo não tem dos governos o retorno na forma de serviços públicos aperfeiçoados, nem o combate à corrupção, nem transparência, nem execução de obras realistas e necessárias à elevação do nível de vida em volume ideal. Para uma carga que atingiu 36,27% do PIB em 2012, nós brasileiros vivemos ainda em más condições;